segunda-feira, 23 de março de 2015

Novidades ASA: Março 2015

Vítimas da Tradição
Uma súplica da Princesa Sultana
Jean Sasson
Ano da Edição: Março de 2015
Número Páginas: 368
ISBN: 9789892330396
Editora: ASA
Desde dia 10 de Março nas livrarias

Sinopse:

No bestseller A Vida Secreta das Princesas Árabes, a princesa Sultana abriu o coração e revelou ao mundo o seu brutal e humilhante quotidiano. As suas palavras emocionaram milhões de pessoas em todo o mundo.

Alguns anos passaram mas a repressão e a violência continuam a ditar o destino das mulheres da Arábia Saudita. Sob o véu da lei e da tradição são cometidas as maiores atrocidades, e os seus autores raramente castigados.

Ainda que pertença a uma das famílias mais ricas e poderosas do país, Sultana é mais uma vítima deste flagelo. Mas para além das dificuldades que enfrenta enquanto filha, irmã e esposa, o seu coração sofre também por todas as mulheres que a rodeiam. São relatos sofridos aqueles que Sultana, a sua filha mais velha e Jean Sasson nos contam. São dramas humanos, e Sultana, na sua eterna demanda por justiça, não quer deixá-los cair no esquecimento do mundo. Estas são as suas histórias.

Com coragem e fé inabaláveis, Sultana continua a batalhar pela dignidade feminina num país que teima em manter-se à margem dos mais básicos princípios dos Direitos Humanos. Um relato que apela à nossa compaixão. Um livro, mais do que nunca, urgente.

Sobre a autora:

Jean Sasson viveu na Arábia Saudita durante mais de dez anos e vive atualmente nos Estados Unidos, de onde é natural. O seu profundo conhecimento do Médio Oriente permitiu-lhe escrever uma vasta obra. Os seus livros são bestsellers internacionais e venderam já mais de 14 milhões de exemplares.

Para mais  informações sobre a autora pode consultar o site: www.jeansasson.com

Crime Num Quarto Fechado
Coleção: Crime à Hora do Chá - volume 7
Hans Olav Lahlum
Ano da Edição: Março de 2015
Número Páginas: 368
ISBN: 9789892330358
Editora: ASA
Desde dia 17 de Março nas livrarias

Sinopse:

Num pequeno prédio em Oslo onde todos os moradores se conhecem, dá-se um crime impossível. Harald Olesen é assassinado a tiro na sua sala de estar. A arma não foi encontrada. A divisão estava fechada à chave por dentro, o apartamento vazio. Admirado por todos, Harald era um lendário herói da resistência a Hitler. É difícil imaginar quem terá cometido um crime tão vil. Mais complicado ainda é imaginar como terá sido executado. O detetive inspetor Kolbjørn Kristiansen (também conhecido como K2) é chamado ao local. À medida que interroga os vizinhos da vítima, K2 começa a desenredar uma teia de mentiras que teme não ter fim. Felizmente, tem uma aliada: Patrícia Borchmann. A jovem está confinada a uma cadeira de rodas mas a sua mente prodigiosa não se detém perante tais limitações. Juntos, são a única esperança de deslindar este enigma aparentemente insolúvel.

Sobre o autor:

Hans Olav Lahlum é escritor, historiador, político e jogador de xadrez. Nasceu e vive na Noruega, onde os seus livros policiais protagonizados pelo detetive inspetor Kolbjørn Kristiansen e a precoce Patrícia Borchmann têm vindo a conquistar os leitores e a crítica e lhe valeram comparações com ícones do romance policial clássico como Agatha Christie e Rex Stout.

Só Se Ama Uma Vez
Série: Malory - volume I
Johanna Lindsey
Ano da Edição: Março de 2015
Número Páginas: 320
ISBN: 9789892330334
Editora: ASA
Dia 24 de Março nas livrarias

Sinopse:

Regina Ashton já recusou tantos pretendentes à sua mão que a alta-sociedade londrina a considera uma snobe sem coração. Não podiam estar mais enganados. Órfã desde cedo, Regina é a sobrinha superprotegida de Lord Edward e Lady Charlotte Malory, a quem é muito difícil agradar. Aos olhos dos tios, nenhum dos jovens candidatos é suficientemente bom. Cansada de tão infrutífera busca, a jovem sai de casa numa noite escura, decidida a informá-los de que não pensa casar... nunca! Mas o seu plano coloca-a no sítio errado à hora errada, e é raptada por engano. A sua ira perante a arrogância do raptor, Nicholas Eden, vai inesperadamente dar lugar a sentimentos contraditórios de paixão e vergonha. Aquela noite não mais lhe sairá da cabeça. O Visconde Nicholas Eden também tinha um plano: dar uma lição à sua amante descontente, raptando-a ao abrigo da noite. Não contava enganar-se na pessoa e arruinar a reputação de uma menina de família. Mas agora, movido pelo desejo mais desenfreado que alguma vez sentiu, é a custo que reconhece que nunca poderá casar com Regina, apesar do escândalo que paira sobre eles. Implacável, é o destino que os uniu a afastá-los irremediavelmente, ainda que ambos saibam que um amor assim só se vive uma vez...

Sobre a autora:

Johanna Lindsey já vendeu mais de cinquenta milhões de exemplares das suas obras, traduzidas em doze línguas. Tendo escrito mais de quarenta romances (todos eles um sucesso de vendas), é uma das escritoras românticas mais conhecidas no mundo inteiro. Os seus romances históricos abrangem todo o tipo de épocas e lugares, desde a Idade Média ao Velho Oeste americano, mas a série que mais sucesso lhe granjeou foi a saga da família Malory, do período da Regência. Lindsey vive atualmente no Maine. 

Romance Acidental
Martha Woodroof
Ano da Edição: Março de 2015
Número Páginas: 400
ISBN: 9789892330372
Editora: ASA
Dia 31 de Março nas livrarias

Sinopse:

Se Jane Austen e Woody Allen se juntassem para escrever um livro, o resultado seria muito semelhante a Romance Acidental.

Há muito que Tom Putnam se resignou a uma vida solitária. Os seus dias são passados a dar aulas de Inglês, a moderar as excentricidades dos colegas, e a cuidar de Marjory, a mulher neurótica que o prende num casamento disfuncional. Uma rotina ordenada e apática que corre o risco de ruir com a chegada de Rose Callahan, cuja missão é reavivar a decrépita livraria da universidade.  A energia de Rose e a sua indiferença perante a rígida hierarquia académica têm o dom de despertar os espíritos mais adormecidos. A começar pelo próprio Tom, cuja vida está prestes a mudar, ainda que não da forma (romântica) com que secretamente sonha. Numa carta breve, a poetisa com quem teve um desastrado caso amoroso no passado traz-lhe duas notícias. A primeira: Tom tem um filho com dez anos chamado Henry. A segunda: Henry está prestes a chegar. Tom fica nas nuvens. E não desce à Terra mesmo perante o facto (óbvio) de Henry não poder ser seu filho e o desaparecimento (definitivo) de Marjory. A verdade é que a simples presença de Rose é suficiente para lhe encher o coração de amor. Mas este sentimento, sem o qual já não imagina viver, é, ironicamente, o único com que Rose não consegue lidar. E é então que, um dia, Rose desaparece misteriosamente...

Sobre a autora: 

Martha Woodroof nasceu no Sul dos Estados Unidos. Entre inúmeras ocupações, foi coproprietária de um restaurante, atriz, editora, apresentadora de talk shows, cozinheira, disc jockey, autora de ensaios, e, tal como a protagonista de Romance Acidental, geriu a livraria de uma universidade. Atualmente, colabora com os jornais The New York Times, The Washington Post e San Francisco Chronicle. Vive com o marido num local remoto, onde as suas vizinhas mais próximas são vacas. Romance Acidental é o seu primeiro livro de ficção.

Tormenta
Série: Tempest - volume 1
Julie Cross
Ano da Edição: Março de 2015
Número Páginas: 384
ISBN: 9789892330426
Editora: ASA
Dia 31 de Março nas livrarias

Sinopse:

Um misto de A Mulher do Viajante do Tempo e Matrix – um romance empolgante e cheio de ação!

Em 2009, o jovem Jackson Meyer é um rapaz normal de 19 anos: estuda, tem uma namorada… e consegue viajar no tempo. Mas não é como no cinema - durante os seus «saltos» para o passado, nada muda no presente – tudo não passa de uma diversão inofensiva.  Isto é, até Jackson e a sua namorada, Holly, serem atacados por desconhecidos e Holly morrer com um tiro. Em pânico, Jackson recua acidentalmente no tempo dois anos, mas aquele não é como os seus saltos temporais anteriores. Jackson descobre que ficou preso no passado e não consegue voltar ao futuro. Desesperado por voltar e salvar Holly, mas incapaz de regressar ao ano certo, Jackson resolve continuar a sua vida em 2007, tentar descobrir o que puder sobre as suas capacidades e conhece Holly… de novo. Em breve descobre que nada na sua vida é o que parece ser, incluindo o seu próprio pai.Não muito tempo depois, as pessoas que dispararam sobre Holly, membros de um grupo apelidado pela CIA de «Inimigos do Tempo», vêm a sua procura para recrutá-lo… ou matá-lo. Com tudo aquilo a acontecer e ainda a tentar encontrar pistas sobre as origens da sua família para descobrir mais sobre as suas capacidades, Jackson tem de decidir até onde está disposto a ir para salvar Holly… e possivelmente o mundo.

«Parte aventura, parte romance, parte ficçãi científica... os leitores vão virar a última página e desejar poder "saltar" para o futuro e ler a sequela.»
Kirkus Reviews

Sobre a autora:

Julie Cross vive no Illinois com o marido e três filhos. Nunca tinha pensado em ser escritora profissional até maio de 2009, quando lançou a trilogia «Tempest», um absoluto êxito de vendas em vários países. Desde então, não passa um dia sem escrever


sexta-feira, 20 de março de 2015

As minhas compras literárias de Março de 2015

Janeiro de 2015 passou e eu não comprei livros. 

Fevereiro passou também e compras de livros: zero. 

Até que Março chegou e decidi oferecer-me estes dois miminhos:


Se pensar que no ano passado já tinha comprado sete livros e feito uma troca por esta altura então neste início de 2015 estou a portar-me muito bem :)

quarta-feira, 18 de março de 2015

Passatempo Editorial Presença: "Uma Fortuna Perigosa" de Ken Follett

Hoje o Refúgio dos Livros dá início a mais um passatempo com a preciosa colaboração da Editorial Presença e temos para oferecer um exemplar do livro "Uma Fortuna Perigosa" (disponível nas livrarias a partir de hoje - dia 18 de Março) do autor Ken Follett!

Regras do Passatempo:

1) O passatempo decorrerá até às 23h59 do dia 29 de Março.

2) Os dados solicitados (nome completo, email, morada completa, código postal e localidade) têm de ser devidamente preenchidos. Qualquer participação que não possua algum destes dados é automaticamente anulada.

3) O vencedor será sorteado aleatoriamente, sendo o anúncio do vencedor efectuado por e-mail (para o vencedor) e publicado no blog.

4) Só é aceite uma participação por pessoa/morada e, por questões relacionadas com o envio do prémio só serão aceites participações de residentes em Portugal (continental e ilhas).

5) A morada dos par­ti­ci­pantes tem o intuito de facilitar o processo de envio do exemplar para o vencedor e estes dados não serão utilizados para qual­quer outra finalidade.

6) A administração do blogue não se responsabiliza pelo possível extravio no correio de exemplares enviados pela própria e/ou pela editora.

As respostas poderão ser encontradas aqui!

Boa Sorte!

Para mais informações consulte o site da Editorial Presença aqui




terça-feira, 17 de março de 2015

Novidades Planeta: Março 2015 [2]

As seguintes novidades Planeta estarão nas livrarias a partir de amanhã, dia 18 de Março.

Veja as outras novidades de Março da Planeta aqui.

FICÇÃO ESTRANGEIRA

SACRIFÍCIO A MOLOC
Åsa Larsson
352 páginas
18,85€

A consagrada escritora do policial escandinavo regressa com o quinto livro da excelente série protagonizado pela advogada Rebecka Mortisson, que ganhou o Prémio da Academia Sueca para o Melhor Romance Policial de 2012.

Åsa Larsson é uma das autoras de romance policial mais reconhecidas do mundo e os livros estão publicados em mais de 16 países. Aurora Boreal, Sangue Derramado, A Senda Obscura, e Quando a Tua Ira Passar, os seus anteriores romances, foram um êxito de vendas aclamado pela crítica. O primeiro livro da série vendeu mais de 1 000 000 de exemplares na Suécia.

A série de Rebecka Martinsson foi incluída na lista das Top Mysteries Every Woman Should Read da famosa apresentadora norte-americana Oprah Winfrey, que se referiu à protagonista da série como uma «brilhante e credível detective feminina».

Este novo livro é uma viagem alucinante no caminho mais negro da natureza humana. Destaca-se não só pela crueza mas também pela pureza com que é escrito. O que faz dele um livro belo e cruel. A arte narrativa da autora evidencia-se nesta história, que se inicia com um crime brutal impactante e um final arrasador.

Tal como nos livros anteriores, a ligação com a natureza está interligada com a história.

«Åsa Larsson escreveu uma história bela e ao mesmo tempo cruel que nos deixa sem respiração . Sacrifício a Moloc é o seu melhor romance.» 
Norrbottens-Kuriren

«Åsa Larsson possui uma assombrosa e fantástica capacidade para criar cenas capazes de deixar o leitor sem fôlego.» 
Washington Post

Sinopse:

Um grupo de caçadores mata um urso nos bosques perto de Kiruna. Quando abrem a barriga do animal, encontram restos humanos entre as vísceras. Uns meses mais tarde, encontram uma mulher assassinada em sua casa. Agrediram-na brutalmente com uma forquilha e Marcus, o neto de sete anos desapareceu. Rebecka Martinsson, que no princípio foi destacada para a investigação é retirada do caso. Mas há poucas coisas que causem mais indignação que a violência contra uma criança, e Rebecka fica obcecada com o desaparecimento do menino. Por sua conta e risco começa a indagar o assassino da mulher: a morte parece perseguir esta família, e Rebecka não está disposta a permitir que o seu último membro tenha o mesmo destino.

«A alucinante viagem de Åsa Larsson ao lado mais obscuro da natureza humana é perfeito.» 
The Irish Examiner

Sobre a autora:

Nasceu em Kiruna em 1966; actualmente vive em Mariefred. Estudou Direito em Uppsala e, tal como a sua personagem Rebecka Martinsson, exerceu durante uns tempos como advogada de direito fiscal. Em 2003 publicou o romance Aurora Boreal, e foi-lhe atribuído o Prémio da Associação de Escritores Suecos de Romance Policial para o Melhor Primeiro Romance, sendo adaptado ao cinema. Sangue Derramado também foi galardoado com o Prémio para o Melhor Romance Policial Negro Sueco, assim como A Senda Obscura (2006), ambos publicados pela Planeta. Os seus livros têm sido um êxito imediato, obtendo o elogio da crítica e dos leitores nos vários países, sendo já considerada uma das mais importantes representantes do policial escandinavo.

SEGREDOS DE UMA CONDESSA RESPEITÁVELLecia Cornwall
384 páginas
18,85 €

Acaba de chegar uma nova voz no romance histórico feminino, dona de uma escrita inteligente, sensual e cativante.

Sedução, intriga, suspense e muita paixão num romance que tem como pano de fundo a época da Regência.

Sinopse:

Alguns segredos levamos para o túmulo.
Outros para a cama…

Lady Isobel Maitland não se pode dar ao luxo de ser apanhada fazendo qualquer coisa, mesmo remotamente, escandalosa, ou corre o risco de perder tudo o que tem de mais querido. Mas uma noite, num jardim escuro num baile de máscaras, Isobel cede à tentação e permite que um namorisco inocente com o marquês de Blackwood se transforme em paixão. Para o marquês o jogo da sedução e intriga não lhe é estranho, e esta reputação serve para encobrir uma missão mortal. Quando a mulher-mistério foge antes que lhe diga o nome, ele sabe que tem de a encontrar. Mas todas as pistas o conduzem para a afectada e deselegante Isobel Maitland. Parece que a senhora tem segredos muito próprios, segredos que Blackwood adorava desvendar.

«Este delicioso romance da época da Regência tem a dose certa de mistério, boas maneiras e paixão.   Com verdadeiros vilãos, muita acção e uma pitada de glamour, esta é uma leitura muito sedutora» 
Publishers Weekly

Sobre a autora:

Lecia Cornwall vive e escreve em Calgary no Canadá, tem cinco gatos, dois adolescentes, um laboratório de chocolate, e um marido muito paciente.

FICÇÃO NACIONAL

ESCREVAM A DIZER QUEM FOI AO MEU FUNERAL
Celso Filipe
132 páginas
14,40€

A estreia na ficção de um dos mais conceituados jornalistas da área da economia, Celso Filipe, com um romance policial ao gosto clássico que é uma homenagem aos heróis do género e ao Alentejo.

Um romance para todos os amantes de literatura, com um escritor a lutar pela vida, um editor com estratégias de marketing e um conjunto de personagens de policiais, brilhantes e esquecidas, a tentarem regressar aos tops de vendas nacionais resolvendo um crime na aldeia da Silha da Palha, em pleno Alentejo.

Uma leitura divertidíssima com uma trama muito portuguesa e convidados internacionais de altíssimo gabarito!

Sinopse:

Um livro que é um caso sério – Celso Filipe é um autor de ficçãopara continuar, absolutamente. A história começa com um crime. A alemoa apareceu morta na Lagoa Salgada...Se fosse algum forasteiro, apesar da gravidade do caso ninguém se afligiria por demais. Mas a Ingrid, filha adoptiva da terra, a quem todos queriam bem de diferentes quereres?! Quem lhe poderia ter feito mal? O Zé da TVI ficou atrofiado e chamou a Guarda, a Judiciária apareceu por arrasto a meter o nariz, mas o camarada Júlio Sebastião convocou a «sagrada família» e tomou medidas mais drásticas E é assim que irão chegar à aldeia de Silha da Palha, ou aos seus arredores, quatro figuras que estariam deslocadas do tempo e da realidade, se o tempo não fosse relativo e a realidade, amiúde, uma ficção. Hercule Poirot, o detective picuinhas; Jules Maigret, o comissário bonacheirão; Perry Mason, o advogado sedutor, e Nero Wolfe, o investigador asceta...

Sobre o autor:

Nasceu em Setembro de 1964. Considera-se afortunado porque tem duas terras que o preenchem: Lisboa, de onde é natural, e Grândola, onde a sua vida começou a fazer sentido. Empenha-se, embora de forma inconsequente, em seguir o lema de Agostinho da Silva: «não faço planos para a vida, para não atrapalhar os planos que a vida tem para mim». Tem uma fixação por dois livros, A Invenção de Morel, de Adolfo Bioy Casares, e O Arranca Corações, de Boris Vian. Frequentou o curso de Comunicação Social da Universidade Nova de Lisboa. É actualmente subdirector do Jornal de Negócios. Escrevam a dizer quem foi ao meu funeral é o seu primeiro romance. Na Planeta publicou já, em 2013, O Poder Angolano em Portugal – Presença e influência do capital de um país emergente.

NÃO FICÇÃO NACIONAL

PENSAR O QUE LÁ VEM
Manuel Maria Carrilho
184 páginas
15,95 €

«Os tempos são de grande incerteza. Mas o pior modo de a enfrentar é – como tem acontecido – combinando o fatalismo dos problemas com o fanatismo das soluções. É isto que é urgente mudar.»

Pensar o que se passa neste momento em Portugal e na Europa à beira do colapso é vital para enfrentarmos o que lá vem.

Manuel Maria Carrilho, uma voz com conhecimento e capacidade de análise como poucas entre nós, reúne neste livro um acervo de reflexões que abrem campos de possibilidade e de acção que nos são ocultados – ou nos passam despercebidos – entre as torrentes de informação e desinformação opinativa com que somos bombardeados todos os dias.

Uma reflexão que contraria a superficialidade dos «comentaristas» televisivos com um pensamento fundamentado sobre o que se está a passar em Portugal e na Europa e o que se está a preparar para o futuro de todos nós.

Um livro que percorre as correntes de pensamento mais recentes sobre a economia, a geoestratégia, a política, a cultura e a sociedade, argumentando capacitadamente contra factos que nos querem apresentar como graníticos e inamovíveis. 

Uma voz que argumenta sustentadamente contra o pensamento único que alterna entre o fatalismo dos problemas e o fanatismo das soluções que são propostas aos europeus.

«Resistir é talvez o termo que melhor caracteriza o estado de alma que se tem generalizado nos povos do Sul da Europa, onde toda a gente já percebeu que nos últimos anos a Alemanha tem seguido uma política estritamente nacional, e que o fez e continua a fazer colando-se cinicamente aos mercados, transformando as contingências do momento em necessidades estruturais da sua conveniência – assim se impondo cada vez mais a toda a Europa. Ironia do destino ou erro de estratégia, o facto é que o euro, que foi criado para controlar uma temível Alemanha reunificada, se transformou entretanto no instrumento da hegemonia alemã, perante a cegueira, a indolência e a irresponsabilidade dos seus parceiros, que a História julgará severamente. Pressinto, por isso, que há palavras que vão aparecer cada vez mais no nosso vocabulário corrente: ”resistência” é certamente uma delas, “aliados” será talvez a outra.» Excerto do livro.

Sobre o autor:

Manuel Maria Carrilho, filósofo, professor catedrático de filosofia contemporânea da Universidade Nova de Lisboa, é autor de uma vasta obra, publicada em Portugal e no estrangeiro. Em 2012, reuniu em Pensar o Mundo (2 vols, Grácio Editor) o essencial dos seus trabalhos. Foi ministro da Cultura dos XIII e XIV governos constitucionais (1995/2000), deputado à Assembleia da República (2000/2008) e embaixador de Portugal na UNESCO (2008/2010).