quinta-feira, 21 de Agosto de 2014

Passatempo de Aniversário Refúgio dos Livros [5 anos] [Passatempo 3]


Hoje o Refúgio dos Livros dá início ao terceiro passatempo especial de aniversário com a preciosa colaboração da Topseller e temos para oferecer um exemplar do livro "O Primeiro Marido".

Regras do Passatempo:

1) O passatempo decorrerá até às 23h59 do dia 25 de Agosto.

2) Os dados solicitados (nome completo, email, morada completa, código postal e localidade) têm de ser devidamente preenchidos. Qualquer participação que não possua algum destes dados é automaticamente anulada.

3) O vencedor será sorteado aleatoriamente, sendo o anúncio do vencedor efectuado por e-mail (para o vencedor) e publicado no blog.

4) Só é aceite uma participação por pessoa/morada e, por questões relacionadas com o envio do prémio só serão aceites participações de residentes em Portugal (continental e ilhas).

5) A morada dos par­ti­ci­pantes tem o intuito de facilitar o processo de envio do exemplar para o vencedor e estes dados não serão utilizados para qual­quer outra finalidade.

6) A administração do blogue não se responsabiliza pelo possível extravio no correio de exemplares enviados pela própria e/ou pela editora.

As respostas poderão ser encontradas aqui!

Boa Sorte!




quarta-feira, 20 de Agosto de 2014

"Minha Querida Inês" (Margarida Rebelo Pinto): OPINIÃO!

"Minha Querida Inês" de Margarida Rebelo Pinto chegou cá a casa de surpresa certa altura. Entretanto foi ficando na estante e foi sendo ultrapassado por outras leituras. Eu nunca tinha lido nada da autora. Não tenho qualquer ponto de referência. Quando chegou a altura de escolher um livro de um autor português (desafio de 2014), a escolha recaiu finalmente sobre este livro, principalmente por se tratar de um romance mais na vertente histórica. Claro que a minha curiosidade sobre a figura de Inês de Castro contribuiu para que pegasse finalmente neste livro e me lançasse nas suas páginas.

Descrito como a primeira incursão da autora no romance histórico, "Minha Querida Inês" retrata os últimos sete dias de vida desta mulher que marcou a História de Portugal. O amor de Pedro e Inês é dos mais sobejamente conhecidos e muitos autores se debruçaram sobre esta história plena de sentimentos onde o desfecho trágico a catapultou para a eternidade.

Narrado na primeira pessoa, ouvimos a voz de Inês de Castro, conhecemos o seu amor, as suas angústias e os seus medos. Conhecemos Inês, a mulher e companheira de Pedro, assim como Inês, a mãe. E além desta voz somos presenteados com outras vozes que nos trazem diferentes perspectivas: ouvimos os pensamentos daqueles que querem bem a Inês e escutamos as intrigas daqueles que vêem Inês como uma ameaça.

"Minha Querida Inês" de Margarida Rebelo Pinto traz até nós uma narrativa que mistura amor e intriga. D. Afonso IV, pai de D. Pedro, vê Inês de Castro como uma ameaça: algum dos filhos bastardos desta mulher pode roubar o trono daquele que é o filho legítimo de D. Pedro. D. Afonso IV receia que os irmãos de Inês de Castro, amigos de D. Pedro, armem uma cilada para matar o filho legítimo de D. Pedro para assim permitirem que um bastardo de Inês fique com o trono. Este medo constante de D. Afonso IV e esta preocupação profunda com os filhos bastardos tem as suas raízes na sua própria infância: D. Afonso IV sempre se sentiu preterido em relação a um filho bastardo do seu pai D. Dinis. D. Afonso IV teve de lutar para conseguir o trono e não quer que a história se repita opondo o filho legítimo de D. Pedro a um bastardo de Inês de Castro.

É com este cenário de fundo que a autora Margarida Rebelo Pinto nos traça uma trama com envolvência histórica, onde a narrativa é tecida através de uma escrita simples e fluída. O enredo não é complexo, mas dá-nos uma luz clara sobre os últimos dias de Inês de Castro, sobre a sua relação com D. Pedro, sobre os seus sentimentos e sobre toda a dinâmica de intriga que se constrói nas suas costas. 

Basicamente, "Minha Querida Inês" é a narrativa de uma história de amor precocemente interrompida em consequência dos jogos de poder e de intriga. Embora se trate de um romance histórico, fica a sensação de que falta alguma profundidade ao enredo, sendo que este livro da autora Margarida Rebelo Pinto acaba por levantar apenas a ponta do véu sobre esta história de amor intemporal, deixando no leitor a vontade de ler outros livros que esmiuçem mais intensamente este drama amoroso.

CLASSIFICAÇÃO: 4. Bom!



Passatempo de Aniversário Refúgio dos Livros [5 anos] [Passatempo 2]


Hoje o Refúgio dos Livros dá início ao segundo passatempo especial de aniversário com a preciosa colaboração da Marcador e temos para oferecer um exemplar do livro "Oscar Wilde para inquietos".

Regras do Passatempo:

1) O passatempo decorrerá até às 23h59 do dia 24 de Agosto.

2) Os dados solicitados (nome completo, email, morada completa, código postal e localidade) têm de ser devidamente preenchidos. Qualquer participação que não possua algum destes dados é automaticamente anulada.

3) O vencedor será sorteado aleatoriamente, sendo o anúncio do vencedor efectuado por e-mail (para o vencedor) e publicado no blog.

4) Só é aceite uma participação por pessoa/morada e, por questões relacionadas com o envio do prémio só serão aceites participações de residentes em Portugal (continental e ilhas).

5) A morada dos par­ti­ci­pantes tem o intuito de facilitar o processo de envio do exemplar para o vencedor e estes dados não serão utilizados para qual­quer outra finalidade.

6) A administração do blogue não se responsabiliza pelo possível extravio no correio de exemplares enviados pela própria e/ou pela editora.

As respostas poderão ser encontradas aqui ou aqui!

Boa Sorte!



terça-feira, 19 de Agosto de 2014

"A lista dos meus desejos" (Grégoire Delacourt): OPINIÃO!

"A lista dos meus desejos" chegou cá a casa de surpresa e a sua sinopse chamou a minha atenção, mas a verdade é que quando terminei esta leitura constatei que a sinopse pouco revela da verdadeira dimensão da narrativa. As páginas deste pequeno livro encerram em si muitas mais mensagens e muito maior beleza do que aquela que a sinopse transmite. Este é um daqueles livros que consegue surpreender o leitor e fazê-lo reflectir.

Jocelyne é uma mulher simples que por causa do amor deixou os seus sonhos do passado para trás vivendo uma vida simples e serena. Mas como qualquer ser humano, Jocelyne tem os seus sonhos e os seus desejos. Um dia a sua sorte muda e ganha um prémio com um montante surpreendente. Eis que chega a oportunidade de mudar a sua vida, de concretizar todos os seus sonhos. Mas agora que Jocelyne tem nas suas mãos a possibilidade de realizar os seus desejos algo acontece: assalta-a um receio imenso de perder tudo aquilo que alcançou até então. É verdade que não concretizou o seu sonho da juventude de se tornar estilista de moda e o príncipe encantado que sonhou para si transformou-se num marido que não a estima como merece e os seus filhos já deixaram o ninho, mas é agora esposa, mãe e trabalhadora e um prémio tão elevado pode alterar tudo isso. Será que a felicidade está mesmo no dinheiro ou nas coisas simples da vida que alcançamos com o nosso esforço?

O autor Grégoire Delacourt traz até nós uma personagem feminina verdadeiramente única: se, por um lado, Jocelyne parece insatisfeita com a sua vida, por outro, quando confrontada com a oportunidade de uma vida retrai-se e deixa-se abraçar por um medo que a impede de reagir, de agir, de agarrar a vida nas suas mãos. 

Quem nunca sonhou em ganhar um grande prémio? Quem é que nunca fez planos, pensando no que faria se ganhasse muito dinheiro, elaborando listas de desejos a concretizar? Todos nós já o fizemos em determinada altura da nossa vida. E este aspecto acaba por aproximar o leitor desta personagem feminina levando-o a rever-se nos desejos e anseios de Jocelyne.

Através de uma escrita com laivos de poesia e traços de uma doçura imensa, o autor Grégoire Delacourt oferece-nos uma narrativa sobre as pessoas: as suas ambições, os seus sonhos, os seus receios, as suas fragilidades e as suas emoções. E, além disso, brinda-nos com uma narrativa que desenvolve o conceito de felicidade e provoca uma reflexão profunda no leitor.

Numa história que nos é trazida na voz da própria Jocelyne acompanhamos a sua lista de desejos: uns banais, outros mais complexos, todos eles com importância para esta mulher. Este registo transmitido na primeira pessoa acaba por prender o leitor levando-o num folhear de páginas calmo.

Assim, "A lista dos meus desejos" de Grégoire Delacourt é sem qualquer dúvida um livro sobre a felicidade onde a sua narrativa comovente transporta o leitor para o íntimo das personagens, das suas vivências, das suas ânsias, dos sentimentos e das suas relações. Fica a sensação que o enredo poderia ter sido mais prolongado, certas dinâmicas e relações mais profundamente exploradas. Não obstante, o reduzido número de páginas que deixa no leitor a vontade de ter mais para ler, este livro revela-se um livro grandioso pelo seu conteúdo.

CLASSIFICAÇÃO: 5. Muito Bom!


Passatempo de Aniversário Refúgio dos Livros [5 anos] [Passatempo 1]


Hoje o Refúgio dos Livros dá início ao primeiro passatempo especial de aniversário com a preciosa colaboração da Editorial Presença e temos para oferecer um pack constituído pelos livros "A Cor do Coração" e "A mulher perfeita é uma cabra!".

Regras do Passatempo:

1) O passatempo decorrerá até às 23h59 do dia 23 de Agosto.

2) Os dados solicitados (nome completo, email, morada completa, código postal e localidade) têm de ser devidamente preenchidos. Qualquer participação que não possua algum destes dados é automaticamente anulada.

3) O vencedor será sorteado aleatoriamente, sendo o anúncio do vencedor efectuado por e-mail (para o vencedor) e publicado no blog.

4) Só é aceite uma participação por pessoa/morada e, por questões relacionadas com o envio do prémio só serão aceites participações de residentes em Portugal (continental e ilhas).

5) A morada dos par­ti­ci­pantes tem o intuito de facilitar o processo de envio do exemplar para o vencedor e estes dados não serão utilizados para qual­quer outra finalidade.

6) A administração do blogue não se responsabiliza pelo possível extravio no correio de exemplares enviados pela própria e/ou pela editora.

As respostas poderão ser encontradas aqui e aqui!

Boa Sorte!

Para mais informações consulte o site da Editorial Presença aqui