terça-feira, 11 de fevereiro de 2014

Tenho o teu número (Sophie Kinsella): OPINIÃO!

"Tenho o teu número" foi a minha estreia na autora Sophie Kinsella apesar desta já ter outros livros publicados por cá, mas a verdade é que só desta vez prestei atenção à sinopse e depois deste livro me ter sido aconselhado por se tratar de uma leitura verdadeiramente divertida decidi arriscar, já que umas boas gargalhadas são sempre bem-vindas e quase terapêuticas para alegrar os nossos corações.

Assente numa premissa por si só castiça em que Poppy perde o seu anel de noivado, vê o seu telemóvel roubado e encontra um abandonado num caixote do lixo entrando assim de para-quedas na vida do jovem empresário Sam Roxton, somos levados numa leitura que desde cedo dá sinais das suas pinceladas de humor que inicialmente fazem o leitor esboçar um sorriso para em seguida começarem a provocar gargalhadas deliciosas.

Este livro da autora Sophie Kinsella brinda o leitor com situações caricatas que se vão sucedendo graças à aparente aptidão inata de Poppy para gerar mal-entendidos engraçados.

O telemóvel que Poppy encontrou num caixote do lixo era da ex-secretária de Sam e tendo Poppy dado este número a todos os seus contactos para o caso de alguém encontrar o seu anel de noivado perdido (herança valiosa da família do seu noivo Magnus), Poppy e Sam chegam a um acordo: Poppy fica com o telemóvel até recuperar o seu anel de noivado, mas até lá tem de reencaminhar todas as mensagens e emails e chamadas de trabalho para Sam. 

Esta partilha de telemóvel dará azo a diversas situações engraçadas, ao mesmo tempo que se vai desenvolvendo uma relação muito particular entre Poppy e Sam. 

Enquanto que Poppy é uma jovem efusiva, curiosa e amiga, Sam aparenta ser um empresário frio e muito directo e é através da relação que se vai estabelecendo entre eles que Sam vai mostrando a Poppy que esta se preocupa demasiado com os outros, colocando-se a si própria em segundo plano, evitando expor as suas opiniões para não criar confrontos e conflitos e não melindrar ninguém, ao passo que Poppy vai conhecendo uma faceta mais calorosa de Sam. 

À medida que a relação entre Poppy e Sam se vai aprofundando, vão-se conhecendo aspectos do passado de cada uma destas personagens que explicam as suas formas de ser e de agir, sendo que as suas histórias passadas lhes conferem um cariz muito humano e criam uma empatia automática e sincera com o leitor.

Não obstante "Tenho o teu número" ser um livro carregado de humor, a verdade é que a narrativa também brilha por nos oferecer personagens muito reais que se debatem com situações comuns e com dificuldades concretas nos relacionamentos que vivem.

A autora Sophie Kinsella brinda-nos com uma escrita fluída e leve onde o humor dá lugar, de forma gradual, ao romance, sendo que o enredo vive das personagens, das relações e dos sentimentos.

Por fim, "Tenho o teu número" é igualmente um livro que nos mostra que certas circunstâncias inesperadas podem alterar o rumo da nossa vida e proporcionar-nos felicidade de uma maneira diferente daquela que sonhávamos para nós como sendo a melhor.

CLASSIFICAÇÃO: 5. Muito Bom!


4 comentários:

Miar à chuva disse...

Este parece-me ser um livro divertidíssimo :)
Já está na minha longa wishlist
Obrigada pela opinião

Bjinhos e continuação de boas leituras

Sandra do blog http://vidasdesfolhadas.blogspot.pt/

Diana Barbosa disse...

Eu achei este livro muito castiço e depois tem um lado romântico fofinho também Miar à Chuva :)

Judite Rosa disse...

Gostei muito deste livro, que nos mostra que o inesperado pode ser decisivo nas nossas vidas

Anónimo disse...

Aprovadíssimo, aconselho MESMO!!!!
Cláudia