quinta-feira, 18 de outubro de 2012

"O Cavalo Amarelo" (Agatha Christie): OPINIÃO!

Em "O Cavalo Amarelo", Agatha Christie volta a brindar-nos com um livro que consegue espicaçar a curiosidade do leitor desde o início até à última página.

A narrativa é-nos trazida pela voz de Mr. Easterbrook e logo inicialmente ocorre uma morte que não chamaria tanta a atenção não fosse o facto do Padre Gorman ter sido assassinado logo depois de visitar esta mulher no seu leito de morte.

O leitor questiona-se automaticamente se o Padre Gorman terá ficado a saber alguma coisa importante aquando desta visita.

É este o enredo inicial que dá lugar à acção que vai ser pautada pelo mistério e pelas reviravoltas já tão conhecidas daquela que foi apelidada como a Rainha do Crime.

A morte do Padre Gorman levanta suspeitas e várias questões e Mr. Easterbrook quer desvendar este mistério.

Com o desenrolar da acção começamos a suspeitar que as respostas estão na posse de Thyrza, Sybil e Bella: três mulheres que são conhecidas por terem o seu nome ligado à magia negra. 

Vemo-nos rodeados por um Mr. Easterbrook curioso, um inspector Lejeune que tenta resolver o crime e um Dr. Corrigan que tenta auxiliar no que toca à causa de certas mortes.

"O Cavalo Amarelo" vai-se tornando gradualmente uma leitura envolvente, repleto de enigmas e mistérios.

Como já é costume, Agatha Christie presenteia-nos com um livro onde o desfecho final não é aquele que suspeitávamos.

A par disso, o leitor é acolhido por uma escrita pautada por nuances de suspense, ao mesmo tempo que se vê embrenhado por uma narrativa rica em personagens particulares e interessantes.

Em suma, "O Cavalo Amarelo" destaca-se não só pela escrita e pela narrativa, mas também pelo clima de mistério onde o que brilha é a personalidade das várias personagens.

CLASSIFICAÇÃO: 5. Muito Bom!


1 comentário:

C Martins disse...

Sempre ADOREI Agatha Christie!! :)