quarta-feira, 6 de abril de 2011

Um pedaço de mim...

Como vocês sabem eu adoro ler! Adoro os livros, as histórias, as personagens, o enredo, as descobertas, os sentimentos!

Mas além de gostar de ler também gosto de escrever.

Já não o fazia há muito mas a necessidade das palavras surge quando menos se espera e é assim que nasce um poema num minuto ou uma prosa poética num instante.

As palavras escritas no papel ajudam a trazer cá fora o que por vezes sentimos ou fingimos sentir.

Confesso que não sou nada boa e objectiva a analisar o que escrevo...se é bom...se não é...se transmite aos outros algum sentimento...enfim...mas quando sinto necessidade de escrever escrevo e depois acontecem textos como estes.

Texto:

Frustração
Caminho sem volta
Buraco negro que nos puxa
e não nos deixa voltar

Angústia frustrada
de minutos que não passam
horas que retrocedem
frustração que cresce e nos possui

Lágrimas azedas de dor
Angústia torturante que pesa
Frustração contida
mas sempre sentida

Poder regressar à luz
deixar lá fundo afogada
esta frustração que me consome
oh luz volta para mim

Frustração não é vida
Sorriso falso só para te enganar
Frustração acanhada e dolorosa
Solta-me
Deixa-me sem livro
Enfim paz

2 comentários:

Maria João disse...

Quaisquer palavras que nos saiam da alma, são boas palavras. Gostei das que li... beijinhos. Maria João

Diana Barbosa disse...

Obrigado pelo comentário Maria João.

Beijinhos